O autor | Cornélio Pires

Cornélio Pires é um dos nomes de maior importância na literatura paulista no começo do século XX. Autor de um inigualável documento sobre a linguagem e o modo de vida do “caipira” paulista, destacou-se no período pré-modernista por sua pesquisa de cunho sociológico e lingüístico tornando-se o primeiro escritor regionalista do país. Influenciou outras correntes de estudos sobre o homem brasileiro, e alcançou enorme sucesso popular com as suas “conferências humorístico-educativas”.

  • Nasceu em Tietê/SP em 13 de Julho de 1884;
  • Ainda adolescente tem seus primeiros sonetos publicados na revista carioca O Malho com críticas elogiosas;
  • Em 1901 transfere-se para São Paulo empregando-se como “foca” no jornal O Comércio de São Paulo, passando a freqüentar os cafés da boemia paulistana ao lado de Godofredo RangelAmadeu AmaralMonteiro Lobato, entre outros;
  • Publica o seu primeiro livro no gênero regionalista e popular – Musa Caipira –alcançando sucesso de crítica e vendas;
  • Emprega-se como redator no jornal O Estado de São Paulo e inicia bem sucedida carreira com suas conferências humorístico-educativas pelos teatros do País;
  • Atua na campanha civilista pela eleição de Rui Barbosa. Milita no P.R.P. e ajuda a fundar o Partido Democrático ao lado de Julio Mesquita, além de animar as tropas paulistas durante a revolução de 1932;
  • Cornélio, junto ao chargista Voltolino, fundam a revista O Saci, um dos mais importantes periódicos modernistas, iniciando colaboração com Oswald de AndradeMenotti del PichiaAfonso Schimidt, entre outros;
  • Viajando pelo País com as suas conferências, ele produz o filme Brasil Pitoresco;
  • Em São Paulo cria o primeiro programa de música “caipira” na Rádio Nacional enquanto lança um selo próprio, produzindo mais de cem discos de músicas e textos regionais. Lança, entre outros, Jararaca e Ratinho;
  • Entre as suas obras destacam-se: MonturoQuem Conta Um Conto…,MixórdiaMeu SamburáTragédia CaboclaConversa Ao Pé Do Fogo,As Estrambóticas Aventuras De Joaquim Bentinho (O Queima Campo)Almanaque Do Saci, entre outras;
  • A partir de 1950, junto ao ventríloquo Romeu passa a viajar pelo País em uma caminhonete apresentando-se sob o patrocínio da Cia. Antártica;
  • Falece em 17 de Fevereiro de 1958 na cidade de Tietê.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s