Comprei um treisoitão e fui brincar com Deus

Esta outra versão da peça, que ainda participo como ator, estreou em 2008 no Teatro dos Satyros 1 (flyer acima). Em 2009, fez outras 2  temporadas nos Satyros 1 e 2. Voltou só agora, em 2011, no Estação Caneca. Além de dois espetáculos encenados nos CEUs Vista Alegre e Guarapiranga.

Aliás, a apresentação no Vista Alegre assinou o Livro de Ouro das “minhas maiores experiências como ator”. Uma apresentação “du caralho” para um público também “du caralho”.

Foram estas apresentações, contratadas pelos CEUs, que motivaram essa nossa terceira temporada da peça. O espetáculo foi contratado por escolas, para nossa grata surpresa. É o tipo de peça que nenhum professor de “bom senso” contrataria para mostrar aos seus alunos. É uma peça violenta. De humor e ritmo de encenação nada convencionais. Mas na verdade, o professor que escolheu a nossa peça sabia muito bem o que estava fazendo. Ele vinha desenvolvendo um trabalho com os seus alunos sobre a violência. Eu adoro esta peça. Adoro as opções da direção do meu amigo Joeli Pimentel. Elas fogem realmente do lugar comum.

Parece que em 2012 ainda se tem planos para ela. E isso sempre é bom. Gosto muito de dividir o palco com o povo do Treisoitão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s