QUERÊNCIA da obra do genial Cornélio Pires – Últimas apresentações. Só até o fim desse mês as sextas e sábados a meia noite no Teatro Cemitério de Automóveis, rua Frei Caneca, 384.

Eu acredito em anjos. É verdade. Mas na minha humilde visão, esses anjos andam ou andaram por aqui disfarçados de gente comum. Eles fazem um bem danado pra gente. Esse bem não é aquele bem que entendemos meio que naturalmente. É um bem disfarçado. Sabe aquele amigo seu que você nunca vai abrir mão da sua companhia? Essa é uma das formas que eles surgem no seu caminho. Eu tive e tenho o privilégio de ter ou já ter tido vários deles na minha companhia. Um deles é esse tal de Cornélio Pires. A nossa amizade é anacrônica. Ele morreu três anos antes de eu nascer. Mas deu um jeito de me fazer companhia. Me jogou no colo uma boa parte da sua obra pra que eu pudesse caminhar por aí. Fazendo bem pra mim e pra todos aqueles que compartilham da sua obra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s